Messi é o melhor do mundo pela quinta vez, e o brasileiro Wendell Lira fica com o gol mais bonito

12/01/2016

Por:CaarapoenseNews

“Da redação”

Com informações/Gazeta News

Foto: FABRICE COFFRINI/AFP

O argentino Leonel Messi confirmou o favoritismo e levou ontem  segunda-feira (11) o prêmio Bola de Ouro da Fifa pela quinta vez. Para se tornar o melhor jogador de 2015, Messi venceu o português Cristiano Ronaldo e o brasileiro Neymar.

Messi recebeu o troféu das mãos de Kaká, último brasileiro a vencer o Bola de Ouro em 2007.

Vencedor entre 2009 e 2012, o argentino é o único do planeta a levar a honraria cinco vezes na carreira. Atrás dele, com duas conquistas a menos, estão Cristiano Ronaldo, Zidane e Ronaldo.

Neymar ficou com o terceiro lugar, mas pela primeira vez indicado entre os três melhores e com atuações elogiadas, o brasileiro tem tudo para voltar a disputar o prêmio nos próximos anos.

O Brasil teve outros destaques na premiação em Zurique (Suíça). O país teve quatro jogadores na seleção do mundo: os laterais Daniel Alves (Barcelona) e Marcelo (Real Madrid), o zagueiro Thiago Silva (PSG) e o atacante Neymar (Barcelona). Completam a lista o goleiro Neuer (Bayern de Munique), o zagueiro Sergio Ramos (Real Madrid), os meias Modric (Real), Iniesta (Barça) e Pogba (Juventys); e os atacantes Messi (Barça) e Cristiano Ronaldo (Real Madrid). Luis Henrique (Barcelona) venceu como melhor treinador.

Carli Lloyd (EUA) levou como melhor jogadora do mundo. A técnica norte-americana Jill Ellis foi premiada por seu trabalho no comando da seleção dos Estados Unidos.

Wendell Lira

A grande surpresa na Suíça ficou pela eleição de Wendell Lira com o gol mais bonito em 2015. O brasileiro que concorreu ao prêmio Puskas (como é chamado o prêmio) com um gol no Campeonato Goiano quando atuava pelo Goianésia e se emocionou com a notícia de sua vitória.

“É o melhor dia da minha vida. Poder estar aqui conhecendo grandes jogadores que são meus ídolos, que conhecia só de videogame. Queria agradecer minha família, nação brasileira que votou em mim, minha esposa e minha filha”, disse Wendell Lira, que citou a Bíblia ao receber o prêmio.

“Queria deixar uma passagem. Quando Golias apareceu disseram: ‘ele é muito forte, grande, não tem como ganhar dele’. Davi disse: ‘Ele é muito grande, não tem como não acertar ele’. É assim que temos de enfrentar os problemas diários em nossa vida e é assim que agradeço”, disse o jogador, que recebeu 46,7% dos votos contra 33,3% de Messi, o segundo colocado.

O último brasileiro a vencer este prêmio foi Neymar em 2011 quando atuava pelo Santos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>